sexta-feira, 10 de agosto de 2007

CUIDADO COM O DINHEIRO

Texto: Lucas 12, 32 - 48

Jesus tinha uma visão muito lúcida sobre o dinheiro. Resumia-a em uma frase breve e contundente: «Não se pode servir a Deus e ao Dinheiro». É impossível. Esse Deus que procura com paixão uma vida mais digna e justa para os pobres, não pode reinar na vida de uma pessoa dominada pelo dinheiro.

Porém, não ficava só neste princípio de caráter geral. Com sua vida e sua palavra se esforçava por ensinar os ricos da Galiléia e aos camponeses pobres das aldeias que era a maneira mais humana de «entesourar».

Em realidade nem todos podiam fazer-se com um tesouro. Só os ricos de Séforis e Tiberíades podiam acumular moedas de ouro e prata. Esse tipo de tesouro era chamado de «mamona», quer dizer, dinheiro que está seguro ou que dá segurança. Nas aldeias essas moedas de grande valor não circulavam. Alguns camponeses se faziam com algumas moedas de bronze ou cobre, mas a maioria vivia na traça de produtos ou serviços em um regime de pura subsistência.

Jesus explica que há duas maneiras de «entesourar». Alguns tratam de acumular cada vez mais «mamona». Não pensam nos necessitados. Não dão esmola a ninguém: sua única obsessão é monopolizar mais e mais. Há outra maneira de «entesourar» que é radicalmente diferente. Não consiste em acumular moedas, mas em compartilhar os bens com os pobres para «fazer um tesouro no céu», quer dizer, ante Deus.

Só este tesouro é seguro e pode permanecer intacto no coração de Deus. Os tesouros da terra, por mais que chamemos de «mamona», são caducos, não dão segurança e sempre estão ameaçados. Por isso, Jesus lança um grito de alerta: cuidado com o dinheiro pois «onde está seu tesouro, ali estará seu coração». O dinheiro atrai nosso coração e nos seduz porque dá poder, segurança, honra e bem-estar. A riqueza gera necessidade insaciável de ter sempre mais.

Ao contrário, na ajuda aos necessitados, enriquecemo-nos ante Deus, esse Deus Pai dos pobres que nos irá atraindo cada vez mais para uma vida mais solidária. Diante disso, em meio de uma sociedade que tem seu coração posto no dinheiro, pode-se viver de maneira mais austera e compartilhada.

Autor: José Antonio Pagola
Zaragoza - Espanha

EESA - Escola de Evangelização Santo André
12 de agosto de 2007

Nenhum comentário:

NOTÍCIAS DA IGREJA