terça-feira, 25 de dezembro de 2007

O PROCESSO DO PERDÃO

Padre William Meninger, OCSO, monge trapista, americano, esteve entre nós recentemente, dando retiro sobre a oração centrante e palestras sobre o ‘Processo do Perdão’. Ensinou-nos nas palestras sobre o processo do perdão, entre outras coisas, que, se temos alguma coisa para perdoar, devemos fazê-lo e que sem dúvida, o maior beneficiado nesses casos é quem consegue perdoar. Que em casos de termos uma grande dificuldade em perdoar, e ele contou vários casos sobre isso, se pelos menos formos capazes de rezarmos por nós mesmos, já teremos dado um grande passo. Se fizermos isso diariamente, com o passar do tempo seremos capazes de perdoar. Perdoar não é esquecer. Não se pode esquecer uma ferida. Jesus se orgulha de suas chagas e não quer se esquecer delas, pois é sua prova de amor por nós. Releiam os textos da Ressurreição! Que nós também devemos nos orgulhar de nossas chagas, pois é nossa parte na Redenção. A pessoa que nos magoou, feriu, nem precisa saber que a perdoamos. Não precisamos nos relacionar com ela, como em casos em que a pessoa foi molestada sexualmente, ou de grandes traumas. Mesmo que a pessoa a quem devemos perdoar já tenha falecido, ainda assim podemos e devemos perdoar. Muitas curas acontecem em nossa saúde quando perdoamos de verdade. Ensinou o exercício abaixo, que deveríamos fazer sempre:

Oração ou Meditação da Compaixão

1. Traga à mente - o mais viva e realisticamente que puder - alguém (vivo ou morto) que ame você ou a quem você ame. Torne a captar e até intensifique o seu sentimento por essa pessoa. Diga-lhe o quanto a(o) ama, o quanto deseja que ela seja feliz, o quanto você é grato(a) a ela, por tudo. Faça a Oração da Compaixão por ela (texto abaixo).

2. Escolha uma pessoa que lhe seja indiferente - estranha, ou até desconhecida. Peça permissão à primeira pessoa acima, mentalmente, para partilhar seu amor com essa segunda pessoa, que lhe é indiferente. A pessoa, viva ou morta, concordará porque se trata de uma coisa boa. E também porque cremos na “Comunhão dos Santos”, não é? Partilhe com essa pessoa o sentimento e a qualidade do amor que você tem pela pessoa amada, acima. Fale-lhe desse amor, envolva-a nesse amor, etc. Em seguida, faça a Oração da Compaixão por ela.

3. Escolha um "inimigo" (vivo ou morto). Peça permissão em pensamento às outras duas pessoas, de dividir seu amor com esse ‘inimigo’. Eles sempre irão concordar porque se trata de uma coisa boa, não é? Transfira ao "inimigo" o mesmo amor que você deu às duas pessoas anteriores. Fale-lhe do seu desejo de partilhar o amor, o perdão, etc. Faça a Oração da Compaixão por ela.

Texto da Oração ou Meditação da Compaixão
(Acrescente o que desejar. Reze com intensidade e muita sinceridade.)
Que você seja feliz.
Que você seja livre.
Que você seja amoroso.
Que você seja amado.
Que o Senhor o(a) leve à mais completa perfeição a que seu amor o chama.
Que você seja bem-sucedido em todos os seus esforços.
Que você experimente a satisfação da paz no corpo e na alma.
Que você conheça o Senhor em toda a sua bondade.
Que você tenha perdoadas todas as transgressões.
Eu perdôo a você de todo o meu coração e alma.
Que você saiba o que significa ser filho de Deus.
Que você experimente a glória de possuir o Reino de Deus.
Que você viva e caminhe em paz e amizade com todas as criaturas de Deus.
Que todas as bênçãos sejam suas.
Que a bondade e o amor mostrem-se em todas as coisas que você fizer e em tudo o que for feito a você.
Que você seja um, com toda a criação de Deus.
Que você experimente as bênçãos da graça de Deus por toda a eternidade!"

Mesmo que voce nao consiga perdoar na primeira vez, vá repetindo o exercício outras vezes, até conseguir perdoar. Que possamos rezar o Pai Nosso, como Ele nos pede: "Pai, perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que nos têm ofendido!"


O primeiro livro do padre William Meninger traduzido para o português, “O Processo do Perdão”, que trata desse tema em mais profundidade, acaba de ser lançado pela editora Santuário, e se encontra à venda nas Paulinas/Paulus, etc.

Este texto foi retirado do site:http://www.oracaocentrante.org/

Nenhum comentário:

NOTÍCIAS DA IGREJA