quinta-feira, 24 de julho de 2008

CORAÇÃO INSENSIVEL

Texto Base: Mt 13,10-17


INTRODUÇÃO


Esse é um tema muito interessante. Já que, conviver com as pessoas não é muito fácil. Todos nós carregamos os nossos traumas de infância, feridas profundas que nos fecha para o amor, para sermos canais dessa "energia" que é o Amor. É importante aprendermos a conviver com as pessoas, com os seus traumas, feridas, mágoas, rancores... Clamar a cura do meu coração, permitindo o "Amor" entrar e, quebrando todo gelo de insensibilidade que existe dentro dele. Que você não simplesmente leia, mais procure colocar em prática o que aqui sugiro.


I - Humanos, sim; Anjos não


As pessoas que estão ao nosso redor, as que convivemos em vários niveis: família, trabalho, escola, faculdade, amigos, igreja e etc. São pessoas humanas e não anjos. Assim como nós, elas também são de barro, carne e osso, pecadores falhos e não puros e perfeitos espíritos angelicais. É preciso compreender que nós muitas das vezes somos semelhantes, ou até mesmo piores do que eles. Erramos e sofremos as conseqüências dos erros dos outros. Decepcionamos e somos decepcionados, machucamos e somos machucados.


II - Pedra lisa


Quando lançamos uma pedra dentro de um rio, ela é rombuda. Ou seja, cheia de arestas e cantos. É totalmente irregular. Com o passar do tempo, a medida que vai se chocando com as demais pedras que se encontra no rio, vai se polindo, alisando-se. Aqueles cantos e arestas que existiam vão sendo retirados pouco a pouco. Quanto mais a pedra se chocar, mais lisa fica e, por conseqüência vai se tornando mais bonita. Gostamos de bisar em pedras lisas e não rombudas. Porque não machuca os nossos pés.


Existe algumas pedras que cai bem no fundo do rio, ficam enterradas, essas não rolam e não se chocam contra as outras, permanecendo sempre a mesma: rombuda, feia e apropriada para machucar os pés.


Assim somos cada um de nós que não nos deixamos ser curados pela graça de Deus, por seu "Amor". Nos tornamos insensiveis à ação do Espírito Santo. Se não abrirmos o nosso coração para o "Amor-ágape"(incondicional) de Deus, vamos permanecer os mesmos: amarga, egoísta, fechada em si mesma. Não crescemos espiritualmente, emocionalmente. A nossa qualidade de vida fica de baixa qualidade. Não nos deixamos confrontar, questionar. É importante isso para ficarmos "lisa", "talhada", "trabalhada" e "atraente".


Quando nos abrimos a "Cura pelo amor", a conseqüência, é que os outros irão se sentir bem ao estarem ao meu lado. É importante se confrontar com os outros, principalmente os mais dificeis de conviver. Tire as suas arestas, para poder ficar mais lindo e atraente. Ore por seu coração ferido e machucado.


Agora te questiono irmão: Você quer ser uma pedra lisa e admirada por todos, ou pedra que afasta e machuca? Pare agora por alguns instante e ore.


III - Eu preciso dos irmãos


Cada pessoa é importante para a minha cura, elas me ajudam sarar o meu coração ferido.


Imagine que você mora em uma cidade de mais ou menos 500 milhões de habitantes. E se um dia, eles reunindo-se para te ignorar e isolar. Para eles, você não iria fazer muita falta, já que, restaria exatamente para cada uma delas 499 milhões de pessoas. Mais você não ficaria com ninguém.


Você não pode continuar se fechando para amar às pessoas, ficar se colocando como vítima. Querendo forçar, obrigar as pessoas a gostarem de você. Se eu muitas das vezes não aceito as pessoas como elas são, como também irão me aceitar e gostar de mim? Eu preciso a cada dia melhor, sarar o meu coração, para saber me relacionar com os outros, para conquistá-la. Gaste as suas energias para conquistar as pessoas, para fazer amigos. Eles são um tesouro que não têm valor (cf. Mt 13,44).


CONCLUSÃO


Irmão, decida-se hoje mesmo a curar o seu coração. Deixe que o "Amor de Deus" penetre no mais profundo do seu ser, quebrando toda a insensibilidade que impedi de você ser uma pessoa melhor.


Ore agora ao Senhor:


"Jesus, Te peço agora, que faças uma faxina em minha casa, no meu coração. Retira da minha mente as fichas, cadernos, bilhetes, onde anotei autocondenações, pecados, traumas, magoas. Retira também os registros de coisas ruins feitas por meus pais, colegas, filhos, irmãos, cônjuge, vizinhos, professores, que guardei até hoje. E que me impedi de ser uma pessoa melhor, uma pedra lisa. Lava-me Jesus com Teu Sangue redentor. Hoje, em nome de Jesus, no poder do seu sangue e do seu Espírito, eu renuncio a tudo que me impedi de ser uma pessoa melhor. Eu quebro a todo laço espiritual, praga e maldiçoes, que eu, ou qualquer membro de minha família tenham feito. Rompe toda a cadeia do mal. Enche-me com a liberdade e o perfume do Teu Espírito Santo. Amém!"

Nenhum comentário:

NOTÍCIAS DA IGREJA