sábado, 18 de setembro de 2010

O QUE DIZER A UMA MONTANHA

Texto: Mc 11,12-14.

Jesus falava de voz alta, pois, os discípulos ouviram, no momento pareceu que nada aconteceu, no dia seguinte aconteceu (cf. Mc 11,20-26). Aqui Jesus mostra a importância do dizer do que sobre crer! A passagem fala do dizer e não orar.

Como não duvidar em nosso coração? A primeira coisa que precisamos entender é que, a dúvida é o oposto da fé. Ter fé, é decidir aceitar a Palavra de Deus. A decisão de ter fé tem de ser firme. Cada vez em que você decide que a Palavra de Deus é digna de confiança, você não está duvidando: "Mas peça-a com fé, sem nenhuma vacilação, porque o homem que vacila assemelha-se à onda do mar, levantada pelo vento e agitada de um lado para o outro. Não pense, portanto, tal homem que alcançará alguma coisa do Senhor, pois é um homem irresoluto, inconstante em todo o seu proceder". (Tg 1,6-8).

A nossa visão de fé é diferente da de Deus: o nosso é, VER para CRER, a de Deus é CRER para VER: "Disse-lhe Jesus: Creste, porque me viste. Felizes aqueles que crêem sem ter visto!" (Jo 20,29). Segundo em Mc 11,23, existe duas condições para se receber o que si diz:

a) CRER, você tem que crer em seu coração que aquilo que você diz vai acontecer;
b) FALAR, você tem que dizer que está crendo para que a coisa que você diz aconteça.

Muitos acham que para que sua vida tenha grandes milagres tem que ter uma fé grande, mais a Palavra através de Mt 17,20 nos diz: "Jesus respondeu-lhes: Por causa de vossa falta de fé. Em verdade vos digo: se tiverdes fé, como um grão de mostarda, direis a esta montanha: Transporta-te daqui para lá, e ela irá; e nada vos será impossível. Quanto a esta espécie de demônio, só se pode expulsar à força de oração e de jejum". É preciso ter uma fé no tamanho de um grão de mostarda.

A fé não é sentimento. O nosso maior exemplo de fé é Abraão. É preciso entender que a fé agrada a Deus, e sem ela não há como agradar ao Senhor (cf. Hb 11,6). A fé é um dom dado por Deus (cf. Ef 2,9).

Para movermos a montanha, não é necessário ter um tamanho grande de fé. Não precisamos nos preocupar sobre se temos ou não temos fé. Tudo o que temos a fazer é decidir aplicar a fé que já temos na direção certa. Ou seja, obedecer o que a Palavra nos diz.

A fé não depende de nossos sentimentos. Afinal, não podemos decidir como sentir. Os sentimentos são algo que nos acontece, não algo que decidimos. A fé não é questão de emoções, ou sentimentos. A fé é uma questão da vontade. Considerando que já temos uma “medida da fé” (quer sintamos ou não), tudo o que temos a fazer para “ter fé” é decidir aceitar a Palavra de Deus sobre o assunto em questão.

Se decidimos aceitar a Palavra de Deus, essa mesma decisão (fé) é a evidência que temos de que obteremos os “fatos que se não vêem” que estamos esperando.

Nenhum comentário:

NOTÍCIAS DA IGREJA