sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

É O AMOR ÁGAPE QUE CURA!


É preciso compreender que todos nós necessitamos de cura espiritual ou de cura física; podemos necessitar de cura interior ou de cura de áreas demonizada. É possível que os nossos distúrbios interiores sejam resultado de um ataque direto ou indireto do Maligno.
Em nossa caminhada poderemos encontrar feridas vindas do nosso passado, sem jamais perceber que suas atitudes de hoje são resultados daquelas feridas. Neste processo de santidade, o velho “eu” aparecerá e virá à tona: o “eu” amedrontado, o “eu” endurecido, o “eu” na defensiva, o “eu” desesperado.
Existe em cada um de nós um homem velho, uma mulher velha, lutando para sobreviver. Quem é esse “homem velho”, essa “mulher velha” vivendo dentro de nós? É o “velho”, cheio de medos e raivas, é o “eu” endurecido, o “eu” medroso, o “eu” deprimido, o “eu” desanimado. Existe dentro de cada um de nós esse “velho” que fica nos perturbando e provocando danos à minha mente e ao meu coração. Deus quer que este homem velho, esta mulher velha, morra, a fim de que eu possa deixar o “homem novo”, a “mulher nova”, viver em mim abundantemente.
Mas, porque temos que cavar à procura de nossas feridas do passado? Por um motivo muito simples: “Porque a raiz de muitas das nossas atitudes de hoje deve ser encontrada em nosso passado”. Então, nosso passado não é um passado de fato; nosso passado ainda está presente, principalmente quando exerce influência sobre a nossa vida de maneira tão negativa, que acaba a nos destruir.
Muitas das vezes ao tocarmos em nossas experiências do passado, muitas vezes recebemos como que um choque. Começamos a ver que nossas emoções estão vindo à tona. Ficamos com raiva, com medo, ficamos aflitos, inflexíveis. Isso significa que as raízes de nossas feridas ainda estão vivas, e portanto elas devem ser curadas.
As causas dos nossos sofrimentos:
Sempre quando algo aflige o nosso coração, vamos até Jesus pedir-lhe ajuda, mas a nossa verdadeira cura aconteceria quando, ao nos colocarmos diante do Senhor, pedíssemos que Ele nos dissesse o que devemos fazer nesta situação. É a luz que Ele nos dá, que realmente vai nos curar.
1 – Perdoe a si próprio e aos outros
Muitas vezes, todo o nosso sofrimento tem como causa a falta de perdão pelos nossos pecados do passado. Tudo porque não estamos nos perdoando. Isto traz:


a)       Auto-rejeição
b)       Sentimentos de culpa
c)       Medos
d)       Distúrbios
É essencial para a minha cura, que eu me perdoe e que eu perdoe aos outros. Muitos distúrbios psicológicos têm como origem o fato de que há alguém a quem você não consegue perdoar, ou você não está perdoando a si próprio.
2 – Aceita teus fracassos
Vamos percebendo que não sabemos como aceitar e olhar de frente os nossos fracassos na vida. Eles podem te levar ao amadurecimento, mas, infelizmente eles têm levado a muitos a destruição. Os fracassos são importantes em nossa vida.
3 – Aceita tuas limitações
Percebemos como é difícil aceitarmos as nossas limitações. Somos dependentes da auto-crítica; nós nos sentimos debilitados em muitas coisas, somos excessivamente exigentes conosco mesmos. É preciso entender que, todos nós somos pessoas limitadas, mas não aceitamos isto.
4 – Aceita a realidade de que você é um pecador
E por ultimo, é preciso entender que diante disso tudo, nós somos pecadores. É preciso aceitar esta realidade, não sob a ótica da lógica, que supõe apenas o uso da mente, mas aceita-la através do coração.
Nesta caminhada na busca de uma experiência de amor com o Pai. Percebemos que Jesus Cristo é o nosso verdadeiro modelo para chegar até o coração do Pai.
Muitas vezes falamos demais sobre Jesus sem O conhecermos e sem O encontrarmos. O fato de eu estar trabalhando para Jesus, o fato de eu estar realizando muitas atividades em nome de Jesus, não quer dizer que eu O tenha encontrado. Mas, a grande pergunta é: “Como encontrar Jesus?”
DEIXE SEU COMENTÁRIO NOS DIZENDO COMO VOCÊ PRA ENCONTRAR JESUS. 
Marcos Ágape


Nenhum comentário:

NOTÍCIAS DA IGREJA